Fred Martins lança “Ultramarino” em Sintra

O novo álbum do músico brasileiro Fred Martins, “Ultramarino”, é editado simultaneamente no Brasil e na Europa, no próximo dia 07 de maio, e apresentado ao vivo, em Sintra, no dia seguinte, com transmissão `online`”.

O espetáculo de apresentação do disco, às 17:00 do dia 08 de maio, no Camélia Gardens, em Sintra, conta com as participações da cantora cabo-verdiana Nancy Vieira, do baixista Rolando Semedo, e da fadista Joana Amendoeira, que tem previsto um álbum, a sair no dia 14 de maio, “Na Volta da Maré”, com canções musicadas por Fred Martins, em parceria com o letrista Tiago Torres da Silva, e que inclui a participação de Martinália.

O espetáculo pode ser acompanhado em direto em https://www.youtube.com/user/biscoitofino.

“Ultramarino” foi produzido por Hector Castillo, que já recebeu quatro Grammies latinos e colaborou, entre outros, com os músicos David Bowie, Bjork, Lou Reed e Philip Glass.

Fred Martins assina a autoria das 13 canções que constituem o CD, em parceria, maioritariamente, com Marcelo Diniz.

Voz e violão, Fred Martins assina também os arranjos musicais de todos os temas, que contam com a participação, entre outros, dos músicos Lui Coimbra (violoncelo), Glenn Patscha (teclados), Luís Coelho (guitarra Portuguesa), Jaques Morelenbaum (violoncelo), Márcio Dhiniz (bateria) e Chris Wells (percussão).

Do alinhamento fazem parte as canções “Semente”, “Fado Crioulo”, “Blues da Madrugada”, “A Filha da Porta-bandeira” e ” Doceamargo”, esta vinda do álbum “Coração Vagabundo”.

O repertório do álbum, segundo comunicado da promotora, “tem como fio condutor a base musical carioca de linhagem `bossanovista` do artista, transita ainda pelo `blues` e por sonoridades de influência árabe, reafirmando a conexão musical entre África, Península Ibérica e o Brasil”.

“Para mim, este álbum reflete e se alimenta da familiaridade musical e poética que, como brasileiro, experimento aqui em Portugal, no convívio com antigos e novos amigos daqui e/ou de origem africana”, afirma Fred Martins no mesmo comunicado.

Cantos, músico e compositor, Fred Martins atuou em Portugal, em 2019, com Jaques Morelenbaum e faz parte do projeto “Rua das Pretas”.

A composição de Fred Martins tem influências de géneros brasileiros como a bossa nova, o samba e ou a MPB (Música Popular Brasileira) de inspiração tropicalista.

As suas músicas foram gravadas por nomes como Ney Matogrosso, Adriana Calcanhotto, Zélia Duncan, Maria Rita e MPB4, entre outros.

Da sua discografia fazem parte os álbuns “Janelas” (2001), “Raro e Comum” (2005), “Tempo Afora” (2008) e “Guanabara” (2009).

Em 2011, com a cantora galega Ugia Pedreira gravou “Acrobata” e, em 2016, “Para Além do Muro do Meu Quintal”.