Susana C. Gaspar

Susana C. Gaspar é atriz, encenadora, investigadora e professora de teatro. Frequenta o Doutoramento em Estudos Artísticos – Arte e Mediações pela Universidade Nova de Lisboa – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas desde 2017 e integra o Instituto de História da Arte. Frequenta a Pós-graduação em Direitos Humanos pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Mestre em Educação Artística – especialização em Teatro na Educação, pelo Instituto Politécnico de Lisboa – Escola Superior de Educação e a Licenciada em Ciências da Cultura – especialização em Comunicação e Cultura, pela Universidade de Lisboa – Faculdade de Letras. É Professora Assistente Convidada no Instituto Politécnico de Lisboa – Escola Superior de Educação desde 2016.

Concluiu a F.I.A (Formação Intensiva Acompanhada – estudos do corpo e do movimento) no Centro em Movimento, Lisboa, em 2013. Participou em residências artísticas no Líbano (Voyages du Geste, 2013), na Palestina (Da Imortalidade, 2015) e Alemanha (Roots Movements, 2015). Integrou, ainda, o projeto Citizen Artist Incubator, em Viena, Áustria, em Setembro de 2016. Recebeu formação em teatro de José Ávila Costa, Margarida Mestre, Gaspare Nasuto, Jean-Luc Penso, Sofia Neuparth, João Mota, Joana Craveiro/Teatro do Vestido, Berty Tovías e Vanessa Segura (Barcelona), Maria Gil/Teatro do Silêncio, Peter Michael Dietz, Miguel Seabra, Maria Repas, Madalena Victorino, Natalia Burgueño, Tamara Cubas, Patrizia D’Antona, Nuno Nunes, Nuno Pino Custódio, Filipe Crawford, entre outros.

Como atriz integrou espectáculos em diferentes companhias, como, Grupo de Teatro de Letras; teatromosca; Valdevinos – Teatro de Marionetas; bYfurcação; Éter – Produção Cultural; Utopia Teatro; Teatro Rápido; Chão de Oliva; Musgo – Produção Cultural; Propositário Azul; Ritual de Domingo; entre outros. Dirigiu e interpretou o espectáculo “Lampedusa”, com o qual venceu o concurso Jovens Criadores 2012, na categoria de Teatro, promovido pelo Clube Português de Artes e Ideias. Dirigiu o projecto de intervenção teatral “Ser Mulher, Aqui – Teatro, Género e Comunidade”, na Tapada das Mercês, com participantes do Clube das Mulheres, em 2012. Dirigiu e interpretou os espectáculos “Corpo-Mercadoria” e “Mulher-Homem e Coroada”, em 2014 e “Próximo”, de teatro documental em Sintra, em 2019.

Trabalha profissionalmente em teatro desde 2007, enquanto atriz, assistente de encenação, dramaturga e encenadora. A sua criação artística parte de ferramentas como teatro documental, teatro comunitário e devising theater, direcionada para temas de direitos humanos. Foi presidente da direção da Amnistia Internacional Portugal entre 2015 e 2017.

Website artístico:

http://www.susanacgaspar.portfoliobox.me/

Redes Sociais:

FB: https://www.facebook.com/susanacgaspar

I: https://www.instagram.com/susanacgaspar/

TW: https://twitter.com/susanacgaspar